março 4, 2010 at 9:44 PM Deixe um comentário

Temos que saber quando temos que nos ausentar, quando é necessário dar o adeus, quando é preciso deixar de participar… A gente precisa aprender que pode-se, com o tempo, se tornar dispensáveis a determinadas pessoas e o que nos resta é dizer um “até logo” de cabeça erguida, afinal a experiência e a convivencia foram válidas.
Quando chega o dia em que não faço diferença, quando chega a hora em que “não se fala a mesma lingua”, quando se nota que a presença já não é mais importante, não se deve insistir. O tempo de convívo já pode ter se esgotado e insistir à partir daí pode atrapalhar os planos do outro e até mesmo os próprios.
É estranho parar pra pensar e se dar conta de que esse momento chegou. É dificil quando se sente que você não é mais tão importante quanto imaginou ou significou para quem você ama.
Me resta dar espaço a outras convivencias, a outras amizades mesmo que isso seja dificil, mesmo que me custe um bocado… Se eu cumpri a minha missão não me resta mais nada a fazer.
Saber a hora de deixar custa caro, porém menos do que o amor. “Quem ama quer o pior para si e o melhor para o outro.”

Anúncios

Entry filed under: Uncategorized.

Tempo de preparo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


days

março 2010
S T Q Q S S D
« fev   abr »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

%d blogueiros gostam disto: