Archive for agosto, 2010

Se eu pudesse escolher uma música para a minha vida nesse momento, escolheria essa… por que “seja lá o premio que for, eu vou querer saber o sabor…”

agosto 27, 2010 at 10:29 AM Deixe um comentário

Ele é meu orgulho

Na noite de segunda para terça feira o céu estava em festa. O retorno de um grande homem foi o motivo, e como descrevê-lo? Não sei, não encontro palavras certas, porque por mais que eu escreva muito sobre ele, não consigo expressar nem metade do que significou para mim. Eu me sinto tão honrada em dizer que fui contemplada com o mérito de ser sua neta.
Meu avô!!!! Um homem justo e trabalhador, um pai exemplar, um avô incomparável… Não me lembro de tê-lo feito perder a paciência, comigo isso nunca aconteceu, mas pelo que me diziam, quando algo não lhe agradava, perdia a calma. Prezava muito pelo bem da família e nos deu sempre tudo do bom e do melhor. Se a discórdia aparecia, lá ia ele chamar as duas partes para que fizessem um acordo.

Dono de muitas particularidades, manias únicas, hábitos inconfundíveis : buzinava para anunciar sua chegada, assoviava ao entrar em casa… Ele conhecia tanta gente e eu nem imaginava quantas. Ele ajudou tanta gente que eu nem tinha conhecimento de tantas. Ele me ajudou a crescer, me ensinou a rezar antes das refeições e a ter muita fé, me disse que todos devem ser tratados da mesma maneira não importando sua cor, crença ou classe social quando eu nem sabia o que isso significava. Ele me chamava de sua “Doutora”, dizia que iriamos abrir uma “bodega” e que tudo o que temos que fazer na vida é trabalhar. E ele trabalhava, sem domingos ou feriados. E apesar disso tudo gostava de todos perto sempre chamando os amigos pra tomar café e a familia para almoçar junto.
Por 22 anos eu recebi, no dia do meu aniversário, um “parabéns pra você” assoviado. Se ele não podia ir a festa ele me ligava para assoviar essa musica para mim. E entre uma nota e outra, ás vezes, surgia aquela tosse que era a sua defesa, pois foi a forma que encontrou de prender as lágrimas.

E assim eu poderia listar tantas e tantas coisas que deixam saudades, mas para isso teria que escrever um livro. Ele se foi dessa dimensão, não podemos mais vê-lo nem abraçá-lo, mas podemos sentí-lo. No final, ele levou consigo tudo o que mais importava, a amizade e o amor de centenas ou talvez milhares de pessoas que o conheceram.

agosto 19, 2010 at 10:30 PM 1 comentário


days

agosto 2010
S T Q Q S S D
« jul   set »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031